Você também pode colaborar com a inclusão social de centenas de pessoas.

Seja nosso parceiro!

Projeto Conviver

O Projeto Conviver é realizado pelo Instituto Preservarte no município de Ibiraçu via Lei do Idoso. Com patrocínio da Eco 101 e parceria da Prefeitura de Ibiraçu estão sendo realizadas 4 oficinas e um grupo semanal em vários bairros do município. Dança de salão no bairro Ericina, canto coral e violão no Centro, inclusão digital nos bairros Elias Bragatto e Centro e um grupo de fortalecimento de vínculos no bairro Elias Bragatto.
Hoje contamos com mais de 140 idosos participando dessas atividades e podemos observar mudança significativa na vida de cada um deles. Estamos muito felizes em fazer parte desta mudança.

Canto Coral

Além dos aspectos específicos da música, o que é muito importante enfatizar é a questão da integração e socialização, porque alguns dos participantes nunca tiveram a oportunidade de ingressar nesta prática. A música como arte, influencia em diversos outros aspectos da nossa existência, promovendo encontro, lazer, diversão, saúde e bem estar, simbolizando a celebração da vida, sobretudo para este público alvo que possui um número reduzido de atividades direcionadas a sua faixa etária.

Inclusão Digital

As pessoas da terceira idade ainda sofrem preconceitos pela pouca habilidade com o meio tecnológico e a dificuldade em encontrar cursos de informática voltados para essa faixa etária, uma vez que, moram em uma cidade de aproximadamente 12.000 habitantes e também não se apropriam corretamente da tecnologia em razão da velocidade vertiginosa com que a mesma muda e, pela angustia resultante desse movimento tecnológico, acabam desistindo da inclusão. O trabalho executado pelo idoso com auxílio do computador é enriquecedor pelo fato de oportunizar a construção de conhecimento e a aprendizagem contínua. O idoso não buscar entender plenamente de computadores e dominar sua lógica, entretanto busca apropriar-se, fazer parte, incluir-se como parte ativa e motivada em fazer acontecer na sociedade. Assim, os mesmos buscam e acreditam que as ferramentas computacionais são uma forma de se mostrarem necessários, úteis e atuantes. A inclusão digital na terceira idade reflete na melhoria da qualidade de suas vidas, pois os mesmos sentem-se interligados ao mundo, se comunicando, através da internet, com amigos e familiares, obtendo a informação em tempo real e descobrindo que ainda é capaz de aprender. Isto faz com que eles se fortaleçam na sociedade contemporânea, e percebam que o envelhecer não é uma fase triste da vida e sim uma fase onde o indivíduo mantém sua capacidade de aprender e adaptar-se às novas situações do mundo moderno, tornando-os independentes e autônomos.

Violão

Tocar um instrumento em qualquer idade faz bem, mas na terceira idade é excelente. Qualquer atividade, seja física ou mental, é importante para o idoso. Com o avanço da idade, a atividade física e a capacidade de raciocínio vão diminuindo e é necessário que haja um estímulo a mais para que o cérebro continue trabalhando. Tocar um violão estimula a mobilidade e a memória através da música e da melodia. Com todo esse aprendizado, o idoso manda vários estímulos para o cérebro. Além disto, poder se distrair, ter algo para fazer é muito bom, principalmente numa fase da vida em que a pessoa pode se sentir acomodada. Outro ponto importante em aprender violão na terceira idade é trabalhar coordenação motora e resgatar a força nos membros superiores. Tocar violão implica na utilização de uma forma do seu membro superior direito e da utilização de outra forma do seu membro superior esquerdo. Então, isso quer dizer que o movimento que você faz na sua mão e no seu braço direito é diferente do que você faz no braço esquerdo, e para que isso fique em harmonia é preciso coordenar cada movimento. Junta-se a isto o resgate da melodia e o recorrer de suas lembranças. Tudo isso provoca uma melhoria significativa de vida dos idosos.

Dança de Salão

A dança por ser uma atividade aeróbica, muitas vezes é uma recomendação médica com o intuito de amenizar sintomas de algumas doenças como: hipertensão, obesidade, osteoporose, depressão, problemas de memória, etc. Além disso, a dança, principalmente a de salão é uma atividade que estimula a sociabilidade, promovendo o bem-estar emocional. A dança além de exercitar o corpo, a agilidade, coordenação motora e equilíbrio, também exercita a mente, a atenção, a concentração e a memória. Diminui o estresse e a ansiedade, além de melhorar a auto-estima, porque a dança ajuda na percepção positiva do corpo. Pesquisas científicas envolvendo dança e idosos comprovam as contribuições para a saúde física e mental dos sujeitos, principalmente no que se refere aos ganhos ligados à força, ritmo, agilidade, equilíbrio e flexibilidade. As atividades físicas, quando praticadas regularmente, retardam as doenças que podem acometer os idosos. A dança é uma atividade física de corpo e alma. Somos um corpo inteligente, um corpo que sonha, reage, se emociona, sofre e que tem afetos. Cada um tem uma história corporal. Nosso corpo cresce com a experiência da atividade que praticamos com ele.

Fortalecimento de Vínculos

O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos tem como objetivo fortalecer vínculos entre os idosos, com as famílias e também a comunidade. A modalidade Grupo de Convivência é a principal ação do SCFV para os Idosos. Trata-se de um espaço de conquista e efetivação dos direitos da pessoa idosa, da promoção da convivência e ampliação da circulação social. Nele, são realizadas oficinas culturais, recreativas, sociais e de reflexão temática, além de atividades intergeracionais que estimulam as potencialidades dos idosos. A metodologia de trabalho realizada no grupo facilita o acesso a bens e serviços, estimula a participação em fóruns de decisão na cidade e promove a valorização do idoso na família e na sociedade.

Contaremos ainda com:

A instalação de uma “Geladeirateca” (geladeira com livros, revistas e informativos para incentivar a leitura e a troca de livros) com o objetivo de desenvolver atividades de leitura e conscientização sobre assuntos pertinentes a esta faixa etária. Incentivar a leitura como forma de lazer e ampliação de conhecimentos e a realização de um “ Passeio Cultural no Espirito Santo”, além de fortalecer vínculos esta iniciativa tem por objetivo quebrar a rotina dos beneficiários promovendo a cultura o bem estar e alegria.

 

 

Apoie nossas atividades